CIRCO CICLETA

Circocicleta é diálogo. Diálogo entre palhaçaria e bicicletas. Entre arte e mobilidade urbana. O teatro e a rua. Riso e vida saudável. Assim, para conectar esses diversos mundos, um grupo de palhaços montado sobre duas rodas percorre e desembarca em feiras, ruas e praças de Salvador, lançando uma chuva de gags, esquetes com inspiração circense, músicas e danças pra lá de excêntricas. O novo espetáculo do Viapalco pedalará com a cidadania, valorizando a bicicleta como uma forma mais saudável e menos poluente de locomoção. Fará isto de forma lúdica e irreverente, ao transformar as magrelas em um palco para a arte, capaz de revelar novas formas, olhares, ritmos e emoções. Vamos celebrar a vida, o circo e as bicicletas

HISTÓRICO

Em 2014, o Viapalco preocupou-se em construir um espetáculo com abordagem na temática “mobilidade urbana” atrelada à palhaçaria. Circocicleta foi então inscrito no Edital Arte em Toda Parte - Ano II da Fundação Gregório de Matos e agraciado com a seleção divulgada no final do mesmo ano.

CIRCOCICLETA se aprofunda dentro da linha de trabalho adotada pelo Viapalco, uma vez que, em sua trajetória, vem investindo muito na pesquisa e prática da arte do circo, em técnicas como acrobacias de solo, acrobacias em tecido, mágicas, malabarismos e, sobretudo, palhaçaria.

Assim, foi posto em prática o desejo de valorizar a bicicleta como meio de transporte e lazer, transformando-a também em um palco para a arte. Estreou em maio de 2015 na Feira de São Joaquim e até junho foi apresentado em outras feiras livres da cidade de Salvador e também no Farol da Barra.

 

SELEÇÕES E CONVITES:

2015 - 8º Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana (Fenatifs); 

2015 - Feira da Cidade - Salvador/BA;

2015 - 11ª Mostra Sesc de Artes – Aldeia Pelourinho.

 

RELEASE

Cinco palhaços em suas bicicletas apresentam números e esquetes relacionados com bicicletas, trânsito e mobilidade urbana. O espetáculo traz a afetividade que todos têm com a bicicleta e o seu potencial poético, convidando o público para uma discussão, de maneira sutil e sem ser didático, sobre a mobilidade urbana e o meio ambiente.

O espetáculo inicia-se com um cortejo de palhaços sobre duas rodas. Bicicross, bicicleta dobrável, bicicleta cargueira, bicicleta roda gigante e tipo “caloi” realizam evoluções pelo entorno do local de apresentação, ampliando o impacto de recepção da plateia, tanto visual quanto sensorial. No espaço cênico, que pode ser palco ou rua, é lançado um bombardeio de gags, esquetes com inspiração circense, músicas e danças pra lá de excêntricas. Tudo acontece com muita leveza, riso e inspiração, garantindo que a magia do universo circense seja sentida e rememorada.

 

 

FICHA TÉCNICA

Direção: João Lima

Roteiro e Concepção: Grupo Viapalco

Produção: Ive Alencar

Programação Visual, Cenário e Figurino: Agamenon de Abreu

Modelagem e Costura: Angélica Paixão

Maquiagem: Nayara Homem

Direção Musical e Trilha Sonora: Peu Meurray e Viapalco

Atuação:             Ive Alencar / Palhaça Vareta

                               Agamenon de Abreu / Palhaço Resumo

                               Fábio Neves / Palhaço Morotó

                               Nayara Homem / Palhaça Taquara

                               Andrea Rabelo / Palhaça Pelúcia